Bem-vindo ao Noah Centineo Brasil, o seu primeiro site dedicado ao ator Noah Centineo no Brasil e no mundo! Aqui você vai encontrar diversos vídeos, entrevistas, fotos e notícias. Acesse também a nossa galeria para diversas fotos em HQ do Noah como photoshoots, candids e muito mais! Site criado de fãs para fãs. Acompanhe nossas redes sociais para ter sempre o melhor conteúdo.

A primeira coisa que Noah Centineo faz é tirar a blusa. Quando isita a sala verde da Bustle em Setembro, está muito quente – embora tenhamos equipado um pequeno ventilador para nos ajudar – então Centineo está tirando sua jaqueta e colocando de volta suas roupas casuais. Faz somente algumas semanas desde o mundo o viu em seu papel de destaque como Peter Kavinsky em To All The Boys I’ve Loved Before. E somente dois dias depois de sua visita à Bustle, Netflix lançaria sua segunda comédia-romântica de verão, Sierra Burgess Is A Loser, estrelando Centineo ao lado da estrela de Stranger Things, Shannon Purser. Mas somente no mês passado, muita coisa mudou para o jovem ator, que imediatamente passou a ser chamado de namorado da internet e já ganhou 9 milhões de seguidores no Instagram. E apesar de estar insuportavelmente quente lá fora (e nessa pequena sala), Centineo é muito relaxado.
Leva, aproximadamente, dois minutos saindo com ele para que eu note que Centineo é o Protagonista Masculino Evoluído™ que ganha vida. Ele tem uma barreira, mas é incrivelmente introspectivo. Ele fala sobre textos religioso; mas canta “The Nights Is Still Young” de Nicki Minaj durante sua sessão de fotos. Ele agradece seus pais, tempos sombrios, e coração partido por ter o ensinado à respeitar os outros. “Você aprende dessas experiências que podem ser traumatizantes,” ele me diz. E agora ele faz personagens como Jamey (em Sierra Burgess) e Peter (em To All The Boys,) que não são “agressivos” ou “hiper-masculinos” como protagonistas de comédias românticas do passado (ex., John Bender em Clube dos Cinco), marcando uma mudança no que devemos esperar de homens protagonistas. “Acho que o que a cultura vê como apropriado, aceitável, e atrativo em um homem está mudando,” ele diz quando sentamos para conversar.
De acordo com Centineo, que neste ponto já dobrou – e então desdobrou – suas pernas em uma posição de pretzel no sofá, o homem moderno é “um homem que consegue igualmente proteger e ser agressivo quando necessário por amor – mas também tem uma inteligência emocional,” adicionando, “eu acho que estamos nos tornando mais conscientes como sociedade e mais educados sobre o que é saudável.”
Têm sido umas semanas “loucas” para o ator de 22 anos, que pouco de incomoda com sua nova fama. “Não é como se tivesse 8 milhões de pessoas me seguindo pelos lugares durante todos os momentos,” ele me diz quando eu pergunto se é muito assustador ser a nova obsessão da internet. Afinal, antes de To All The Boys ter sido lançado em Agosto, Centineo já atuou como vários personagens, incluindo um protagonista em The Fosters da Freeform por 3 anos, mas nada foi parecido com a estreia do filme baseado na trilogia de Jenny Han. “Para ser honesto,” Centineo diz, “é quase como vêm sendo desde que entrei para The Fosters,” embora ele admita que agora tenha “uma maior escala.” Fica imediatamente claro para mim que “maior escala” é um grande eufemismo.
Você deve assumir que esse tipo de fama do dia para noite – “instantânea” como Centineo diz – é assustadora. Desde o fim de semana que To All The Boys foi lançado, Centineo ganhou mais de 10 milhões de seguidores. Pessoas estão se editando em fotos com ele, ele está recebendo pedidos de casamento online, e as pessoas seguindo ele? “Sim, isso acontece,” ele diz. Apesar disso, entretanto, você não achará Centineo dizendo nada negativo sobre as oportunidades que vêm recendo. “É adorável,” ele diz, com total sinceridade.
“Você aprende dessas experiências que podem ser traumatizantes… Você entende o que significa ser verdadeiramente machucado.”
O Protagonista Masculino Evoluído™ por quem o público e os milhões de seguidores de Centineo se apaixonou vai além da tela e sua vida real. Ele é lindo; depois de ir – quando eu posto uma selfie com ele no Instagram – fãs do mundo todo me mandam DM perguntando qual o cheiro dele. Ele é atencioso; em algum lugar entre falar sobre como Mark Ruffalo em De Repente 30 estava além do seu tempo e Deus (sim), Centineo levanta para reajustar o ventilador para que assim não “ventasse diretamente em nós.” E, ele é bem intencionado; ele espera que seus tweets – os que, ás vezes, soam como postagens de Tumblr – “despertem uma conscientização,” adiciona, “se eu posso, de alguma forma, levar um momento de reflexão para alguém que lê algo que posto ou vê algo que faço, é realmente animados para mim.”
“Você fica bem profundo,” eu digo, assim que começo à ler para ele um tweet que postou em Novembro sobre Deus, em que diz:
“Deus? Não, nunca conheci o cara, mas se tivesse que imaginar, diria que ela é um travesseiro macio, uma cama confortável e uma comida quente. Talvez uma boa companhia num tempo ruim. Talvez eles sejam a razão de você ter ficado atrasado e não ter batido o carro. Não sei, talvez você seja eu.”
“Eu amo esse tweet, em particular,” Centineo diz, em seguida explicando: “O patriarcado criou esse conceito de Deus. Não posso denunciar o Cristianismo – eu não posso denunciar nenhuma religião… Acho que há algo para ser aprendido de todos os textos religiosos, sejam eles comerciais ou tipo, A Tábua de Esmeralda ou algo similar.”
“Direi,” ele diz, pausando para ajustar seu corpo em uma posição mais confortável, “É interessante que Deus é um “ele” para os Cristãos. Se eu fosse mulher, eu não sei bem como ficaria, tipo, “Sim, é Ele. Com E maiúsculo.”
Tweetar – e as redes sociais, como um todo – são uma “ferramenta para que as pessoas vejam dentro de minha cabeça e como eu vejo as coisas,” Centineo diz. Ele também sabe que com uma plataforma tão grande como a sua, ele precisa ser cauteloso com o que diz. Ele viu o que acontece; seu parceiro de trabalho em To All The Boys, Israel Broussard, enfrentou uma enorme reação contra tweets antigos ofensivos que ressurgiram. “Todo mundo foi contra Israel por coisas que ele estava retweetando e pelas coisas que ele estava dizendo, e compreensivelmente,” Centineo diz. “Conheço Israel há sete anos. Ele opera de um lugar de amor. Ele é uma das pessoas mais amáveis que conheço. Ele jamais machucaria alguém. Ele pode ser abrasivo com suas opiniões às vezes, absolutamente.O fato sobre Israel é que ele vai dar sua opinião, mesmo que não seja de sua conta, quase como alguém que está no meio de suas pessoas debatendo e fala algo somente para mostrar outra perspectiva,” Centineo diz. Ele não concorda com “muitas coisas que ele postou,” somente “as coisas positivas e as coisas que posso deixar para trás.”
“Isso definitivamente me lembra, sim cara, tome cuidado,” ele diz, “embora eu ache que não nos alinhemos muito.”
Deve haver muita pressão, sugiro no meio de nossa conversa, em ser visto como o adorado namorado da internet. Pessoas no Twitter estão constantemente tweetando sobre precisar achar seus próprios Peter Kavinsky na vida real (ou – sonhar – casar-se com Centineo). Se há pressão em viver de acordo com as personalidades de caras legais de Jamey ou Peter, Centineo não demonstra nem um pouco. Ele não sente como se tivesse que viver para ninguém, na verdade. “Não existe obrigação, ou você deveria, ou você não deveria,” ele diz. “Existe o que é normal, e o que é esperado, e existe somente o que é ser educado, e uma pessoa reverente.”
Ele completa: “Só porque esses dois personagens que tive a sorte o bastante de interpretar são [essas coisas], isso certamente não será o motivo pelo qual eu respeito as pessoas e me comunico efetivamente e sou capaz de ser reverente diante de outras pessoas.” Ele diz que experiências traumáticas e “realmente aprender o que significa ser machucado” o guiaram a perceber a gravidade de suas ações, ações de outras pessoas e palavras. “Você só toma mais cuidado com outras pessoas através delas [experiências]”
Honestamente, você acharia que Centineo viveu seis vidas quando fala com ele. Quem sabe – talvez ele tenha. Nessa vida, aquela que me juntou a ele em uma sala pequena, superaquecida, ele seria o que você considera muito mais sábio que os seus 22 anos. (Ele lê livros como Ishmael de Daniel Quinn e Blasfêmia de Douglas Preston. “É um conto fictício, mas é lindo,” ele diz sobre o último.)
Ele tem grande esperança em sua geração, que, tecnicamente, é a Geração Z, embora ele se identifique tanto com a Geração Z, como Geração Y (em nossa conversa, ele me recorda que sou da Geração Y, enquanto ele nasceu em 96, então está “bem na beira”) e torce o nariz com a ideia de que pessoas “da nossa idade” não viveram totalmente.
“Acho que [nossa geração] é capaz de que muitas perspectivas diferentes e estilos diferentes de vida agora por conta da internet e das redes sociais,” ele diz. “Não temos somente que engolir as pílulas que nossos pais nos dão. Somos capazes de ver de forma diferente do que a que os pais criam seus filhos e realmente aprender dessas coisas. É mais um modo de comunal, como um tipo eclesiástico.”
A maneira que Centineo fala e pensa é impressionante. Ao mesmo tempo, sei que ele é um rapaz de 22 anos, então me pergunto o que ele faz para se divertir. “Tipo, você realmente ama Game of Thrones?” pergunto.
“Sou um caçador de emoções,” ele diz sem, literalmente, nenhuma hesitação. “Eu escalei o topo de um guindaste até o controle da missão há tipo, 200 pés do chão… até o topo do guindaste e me pendurei para fora dele.” Ele faz tudo isso: Bungee jumping, para-quedismo, qualquer coisa que faça seu corpo doer só ao ouvir falar sobre. “Sou muito imprudente se me deixar seu,” Centineo diz.
Estava correndo em fumaça, e estava ficando chapado de tanta fumaça em que estava correndo.
“Imprudência” nem sempre significou representar uma cena de algum filme do Rock. Ano passado, no aniversário de 21 anos de Centineo, ele decidiu ficar sóbrio durante o ano. “Antes disso, eu ia para festas, experimentando e sendo totalmente imprudente e solto – simultaneamente, cuidando de uma careira,” ele diz. “Estava correndo em fumaça, e estava ficando chapado de tanta fumaça em que estava correndo.” Ele diz que qualquer decisão que tenha feito e se arrependido foi durante a parte de sua vida antes de ficar sóbrio. “Normalmente [quando eu tomei essas decisões] eu estava sob efeito de alguma substância.”
“Eu acordei no dia anterior aos meus 21 anos e estava tipo ‘a sociedade diz que posso beber legalmente agora… engraçado, tenho feito isso e coisas piores durante os últimos três, quatro anos.” Ele vê esse ano de sobriedade como um ato de rebelião contra a sociedade que o permitiu ser rebelde. “É um ato de amor próprio,” ele diz. “Tenho sido diferente.”
Embora ele não esteja mais sóbrio, ele diz que esse ano foi crucial à sua saúde. “Aprendi a importância de tomar conta de mim mesmo, [de] fazer eu mentalmente, emocionalmente, espiritualmente, e fisicamente são. Uma coisa sempre se conecta com a outra.”
Pergunto para Centineo qual é sua meta na vida, o dando liberdade para responder à pergunta com relação à sua vida pessoal, seu trabalho, ou qualquer outra coisa. Embora tenha tirado o ano para focar em sua saúde, tenha escalado guindastes de construção, contemplado Deus, e estrelado dois filmes de verão blockbuster, ele está claro sobre suas intenções. Ele respondeu à pergunta suavemente – falando em um tom quieto, comparado ao resto de nossa conversa – claramente grato pelas oportunidades que têm recebido. “Eu acho que tenho muito mais à oferecer no espaço de comédia romântica,” ele diz. Ele acredita que se alguém o perguntasse quais suas novidades, ele diria que “ainda não aconteceram:” “Eu gostaria de dizer que minha maior novidade está sempre à minha frente,” ele explica. Também, à frente dele estão suas esperanças de dar mais ao mundo da arte e às parcelas, assim como galerias e palavras faladas. “Somente expressão,” ele diz confiantemente.
“Não tenho um objetivo no que diz respeito à minha vida,” ele diz. “Sinto que se estivesse morto, seria mais fácil te dizer. Retrospectiva é 20/20.”

Deixe um comentário!
Layout criado e desenvolvido por Lannie.D - Host: flaunt
Noah Centineo Brasil 2018 | Todos os direitos reservados